(CCJUNIOR) "Our Family"

PUBLICIDADE
Yahoo! Grupos Meus Grupos | ccjunior Página Principal

RECONSTRUÇÃO DO SANTO TEMPLO:

 
Quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta
Daniel, está no lugar santo, quem lê, que entenda(Mt.24:15).
As palavras são de Jesus e Ele está citando a profecia de Daniel acerca da
profanação do Santo Templo. Nenhuma interpretação única pode esgotar o
sentido destes sinais dos tempos que Daniel emprega; e é possível que tenha
cumprido primariamente num fato da história, secundariamente em outro fato,
e terem ainda um cumprimento final no tempo do fim. Não só as profecias de
Daniel, mas também as outras, podem ter interpretações literais, figuradas e
simbólicas. Ao longo da história muitos sistemas políticos, como o nazismo e
o comunismo, prefiguraram o anticristo; e o “papado romanista” mais que
qualquer outro sistema religioso representou e prefigurou o anticristo com
seu poder desafiando as Leis do verdadeiro Deus. Mas numa coisa todos os
estudiosos da escatologia Bíblica concordam: A profecia de Daniel, citada
por Jesus, acerca da “abominação no lugar Santo”, o Templo de Jeová, se
desenrolará em duas fases distintas: A primeira se deu quando no ano 168-165
a.C. Antíoco Epifanes profanou o Templo por 3 anos e meio, sacrificando um
porco, símbolo da imundície, no Santo Altar do Sacrifício. A segunda fase da
profecia irá se cumprir durante o período de Grande Tribulação, e para isso
o Santo Templo já estará reconstruído.

A Reconstrução do Santo Templo, aquele construído por Salomão, não é mera
especulação. É o cumprimento de uma profecia que vem há muito despertando a
atenção dos estudiosos da Palavra de Deus. O profeta Ezequiel anteviu que
nesse tempo bendito a glória de JEOVÁ irá encher o templo na cidade de
Jerusalém. Habitarei no meio deles para sempre (Ez 43:1-9). A profecia
concernente à reconstrução do Santo Templo em Jerusalém é um dos mais
eloqüentes alertas quanto ao eminente retorno de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Nós não sabemos se o Templo será reerguido um pouco antes, ou logo após o
Arrebatamento da Igreja. Mas uma coisa é certa: Esta profecia está preste a
se cumprir. Após o Arrebatamento da Igreja o Anticristo firmará uma aliança
com Israel. Ou seja, nas dependências desse Templo o Anticristo implantará
seu culto através de seu falso Profeta. O Anticristo entrará no Santo Templo
do Senhor e exigirá para si a adoração que é devida somente a Deus. Com esse
gesto, ele mostrará suas reais intenções para com os judeus. Pela profecia
de Daniel, entendemos que haverá paz em Israel, e que o sistema antigo do
culto judaico (Sacrifícios e ofertas de manjares), será restabelecido por,
pelo menos, 1260 dias, ou seja, três anos e meio. Após esse tempo o
Anticristo quebrará o acordo de paz e tentara parecer Deus. Ele entrará no
templo e exigirá culto para si. Depois disso, os judeus irão entender que
foram enganados e se voltarão para o verdadeiro Deus. E então, iniciar-se-á
uma grade perseguição aos judeus. Mas Jesus vira socorrer os Judeus no final
da Ultima semana e dará fim ao Anticristo e estabelecera o Milênio. E esse
socorro chama-se a Volta de Jesus em Gloria, ocasião em que Jesus voltará
com a sua Igreja, após as Bodas do Cordeiro.

Mas onde ficava exatamente o Templo? A maioria dos estudiosos aponta a
“Mesquita de Omar”, como sendo o local onde estava edificado o Santo Templo.
Como o santuário Muçulmano está construído no local do Antigo Templo
Judaico, muitos acreditam que será impossível esse projeto de se reconstruir
o Templo de Jeová. Notemos que nos dias de Cristo era impensável a
destruição do Templo de Herodes; dada a sua fortificação e Suntuosidade bem
conhecidas. Mas foi destruído. Da mesma forma ocorre hoje: é impensável para
os palestinos ceder o terreno onde está a Mesquita de Omar para os
israelenses. Mas Deus trabalha na área do IMPOSSIVEL e as profecias da
reconstrução do Santo Templo hão de se cumprir fielmente; da mesma forma que
as profecias da Restauração Nacional de Israel em 14 de Maio de 1948 era
algo impossível, mas aconteceu. Sabemos que o Monte Moriá, onde foi
construído o Templo, é venerado pelas três grandes religiões monoteístas: 1-
Para os Judeus, é o lugar onde foi construído o Grande Templo pelo Rei
Salomão. 2- Para os cristãos, está associado a muitos acontecimentos da vida
de Jesus e de seus discípulos. 3- Para os Muçulmanos é o terceiro lugar mais
sagrado depois de Meca e Medina.

O Santo Templo foi construído por Salomão, filho do Rei Davi. Esse templo
não pode ser visto apenas como um assombro arquitetônico: Pois é a
concretização de um ideal que, tendo inicio com os patriarcas, fez-se
realidade com o suntuoso edifício que Salomão ergueu em Jerusalém.
(Gn.28:10-17; 1 Rs.5). O local onde foi construído o Grande Templo por
Salomão começou sua historia com o patriarca Abraão. A tradição o tem
identificado como o local onde Abraão teria preparado o sacrifício de seu
filho Isaque. Sacrifício este que não se concretizou por causa da
intervenção divina. (Gn 22:1-22). Depois, o patriarca Jacó, também teve uma
visão neste local Gn.28:10-17). O rei Davi, em fins de seu reinado comprou o
topo desnudo do Monte que Araúna Ornã, o Jebuseu, havia usado como Eira (II
Sm. 24:18-25). E Davi levantou no monte um altar a Deus e prometeu construir
um templo. Mas esta promessa só foi cumprida por seu filho Salomão. Deus não
permitiu que Davi construísse o Santo Templo, mas disse que Seu filho o
construiria Porém Deus me disse: “Não edificarás casa ao meu nome, porque és
homem de guerra e derramaste muito sangue. E me disse: Teu filho Salomão,
ele edificará a minha casa e os meus átrios, porque o escolhi para filho e
eu lhe serei por pai (1 Cr.28:3-6).

A Construção original do Templo começou no Inicio do quarto ano do reinado
de Salomão (966 a.C), e terminou 7 anos mais tarde. “E sucedeu que, no ano
quatrocentos e oitenta, depois de saírem os filhos de Israel do Egito, no
ano quarto do reinado de Salomão sobre Israel, no mês de zive (este é o mês
segundo), Salomão começou a edificar a Casa do SENHOR” (I Re 6). Foi uma
construção Magnífica e suntuosa; uma obra-prima de todo o programa de
construção de Salomão; e, sem duvida alguma, foi o ponto mais alto de seu
reinado. Da mesma forma que Davi, Salomão compreendeu como era importante
ter um só centro de adoração. Muito antes Moises profetizara que Deus havia
escolhido um lugar na terra para colocar o seu nome, ou seja, para
revelar-se. (Dt.12:2-7).
Importante: Esse templo não foi edificado para que o povo se reunisse dentro
dele. Era somente o local de sacrifício e o lugar onde Deus poderia
manifestar Sua presença. O interior do templo se dividia em dois lugares,
exatamente como o Tabernáculo. O lugar Santo, e o Santíssimo. Portanto, o
Templo de Salomão foi à contribuição de Israel para as “Sete Maravilhas do
Mundo”. Quanto ao material e à execução, o Templo excedeu a tudo o que
existia em sua época. A Sociedade de Arquitetos de Illinois, nos Estados
Unidos, fez o seguinte trabalho: Calculou o valor total do Santo Templo em
US$ 87 Bilhões, tomando como base de calculo o Ouro a 35 Dólares cada 28
gramas. Templos posteriores, de Zorobabel e de Herodes, foram maiores, mas
não tão pomposos nem tão primorosamente construídos como foi o Templo de
Salomão. O santuário, bem como as paredes e o assoalho, eram cobertos de
Ouro puro. As plantas para a estrutura foram traçadas segundo a orientação
do Senhor. O ouro e a prata vieram, na sua maioria, de uma arrecadação feita
por Davi (I Cr.28:19; 29:1-9). O Templo devia refletir a Glória e a Grandeza
do Deus de Israel e Simbolizar essa Gloria para as nações. (II Cr.2:5-12).
Seria chamada Casa de Oração para todos os povos e não apenas para os Judeus
(Is.56:7). Na inauguração do grande Templo foi renovado o pacto Davídico;
Deus ouviu a oração de Salomão, abençoou, fez promessas e sérias
advertências quanto à desobediência. O Templo foi reconstruído varias vezes
ao longo da história de Israel. Nos dias do ministério terrestre de Jesus
Cristo, o Templo era conhecido como o “templo de Herodes”; que foi quem o
reconstruiu.

A Septuagésima semana, de Daniel, (70°) é um período profético de sete anos
que se inicia com o Arrebatamento da Igreja. Biblicamente falando, temos
informações de que “DOIS TEMPLOS” hão de ser edificados. O Primeiro deles,
será o Templo da Grande Tribulação, que não sabemos se será construído antes
ou logo após o Arrebatamento da Igreja. Esse Templo que será erguido e que
certamente será profanado pelo Anticristo tem sido bastante discutido pelos
judeus de todo o mundo. Quando Israel conquistou a parte velha da cidade de
Jerusalém com as ruínas do Templo, em 1.967 na guerra dois seis dias,
ocorreu o seguinte: O velho historiador Judeu, Israel Eldad, segundo a
citação da “Revista Time”, teria dito: “Agora estamos no mesmo ponto em que
Davi estava, quando libertou Jerusalém das mãos dos Jebuzeus”. “E
acrescentou: “Daquele dia ate o momento em que Salomão construiu o Templo
passou-se apenas uma geração”.”Assim também acontecera conosco”.
Recentemente declarou um rabino judeu: “Estamos prestes a ver o Grande
Templo Reconstruído”. Isto é o Templo da Grande Tribulação. O rabino foi
indagado por um jornal: “Sobre quem o Reconstruirá…”. Os Judeusí Ou o
Anticristo? A resposta foi: O Templo é chamado de: O Templo de Deus. O
profeta Daniel e Jesus Cristo fazem referencia à Reconstrução do Templo da
70° Semana, ou seja, o Templo da Grande Tribulação”.”E ele firmará um
concerto com muitos por uma semana; e, na metade da semana, fará cessar o
sacrifício e a oferta de manjares; e sobre a asa das abominações virá o
assolador, e isso até à consumação; e o que está determinado será derramado
sobre o assolador (Dn.9:27). “Quando, pois, virdes que a abominação da
desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo (quem lê, que
entenda). (Mt.24:15). O Apóstolo Paulo, tratando do mesmo assunto declarou:
“Ninguém, de maneira alguma, vos engane, porque não será assim sem que antes
venha a apostasia e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, o
qual se opõe de se levanta contra tudo o que se chama Deus ou se adora; de
sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus.
Não vos lembrais de que estas coisas vos dizia quando ainda estava convosco?
E, agora, vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja
manifestado. Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que,
agora, resiste até que do meio seja tirado;.e, então, será revelado o
iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca e aniquilará pelo
esplendor da sua vinda; a esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás,
com todo o poder, e sinais, e prodígios de mentira (II Ts 2:3-9).
Evidentemente só os Judeus, ou através deles, serão autorizados por Deus
para a sua construção. Uma autoridade Judaica declarou o seguinte: “Quando o
Templo Judaico, o centro do judaísmo mundial, estiver ali, Israel será bem
mais forte”. O local do Templo, onde hoje está a Mesquita de Omar, sempre
foi adquirido por meio de manifestações divinas. (II Sm.14:16-25;
1Cr.21:20-30). E chamou Abraão o nome daquele lugar: “JEOVÁ-JIRE”; donde se
diz até ao dia de hoje: No monte de JEOVÁ SE PROVERÁ. (Gn.22:14).

Não sabemos tudo; mas uma coisa nós sabemos com toda certeza: Jesus Cristo
em Breve virá buscar a sua Igreja. E os conflitos entre Árabes e Judeus,
envolvendo as grandes potencias mundiais, particularmente os Estados Unidos,
têm sua explicação na profecia Bíblica. Podem dar as mãos, fazer orações,
acordos, ameaças, nada mudará o que Deus traçou para Israel. O desejo,
através dos séculos, de acabar com Israel, e o ódio crescente contra os
judeus; é a ira de satanás por Israel ter transmitido ao mundo a Palavra que
testifica de um Deus vivo e justo Juiz, e por ter dado a Semente Santa,
Jesus Cristo. “Olhai para a figueira”, disse Jesus (Lc 21:29). Israel é
símbolo da figueira. O fato de Israel, contrariando toda a lógica e os
obstáculos, se restabelecer na terra da Promessa depois de quase dois mil
anos disperso, deve chamar nossa atenção. As profecias Bíblicas concernentes
a Israel estão se cumprindo passo a passo. “O vale de ossos secos”, na visão
de Ezequiel, prediz o reavivamento político e espiritual daquela nação; que
começou em 1948 com o reconhecimento do Estado de Israel pela ONU, e que
terá seu total cumprimento na segunda metade da Grande Tribulação (Ez 37; Ap
11).

A pesar da importância profética do Santo Templo; para nos, os que recebemos
a Cristo Jesus como nosso Salvador e Redentor, está valendo as palavras de
Jesus ditas á mulher samaritana: “Mas a hora vem, e agora é, em que os
verdadeiros adoradores adorarão o Pai nem espírito e em verdade, porque o
Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que
o adoram o adorem em espírito e em verdade” (Jo 4: 23-24). E nós, como
Igreja eleita para este período da dispensação da Graça, devemos amar povos
de todas as nações, mas orar no mesmo espírito de Paulo: “O tempo da
rejeição dos judeus resultou em benção para os gentios”. “Mas Deus não
rejeitou o seu povo”.  “Porque os dons e a vocação de Deus são irrevogáveis”
(Rm Cap 11). Firmes na palavra profética: “E farei tremer todas as nações, e
virá O Desejado de todas as nações, e encherei esta casa (O Templo) de
glória, diz Jeová dos Exércitos” (Ageu 2:7).

 
Texto de Alceu.Figueira
 
 CCJUNIOR
Entrar no grupo: ccjunior-subscribe@yahoogrupos.com.br    
Sair do grupo: ccjunior-unsubscribe@yahoogrupos.com.br      
Proprietário da lista: ccjunior-owner@yahoogrupos.com.br  

 



Links do Yahoo! Grupos


Libros Ebooks Cristianos

Sobre Pastor Carlos Vargas Valdez

Es esposo de la mejor mujer, padre de 2 hijos maravillosos, pastor de jóvenes y director de Desafío Joven. En los últimos 12 años ha trabajado con jóvenes, padres y líderes juveniles. Estudio en Rhema Bible Training Center. Su servicio con la palabra de Dios se ha extendido por más de 27 países en 13 idiomas. Es director ejecutivo y consultor de varios ministerios cristianos, desarrollando conferencias, cursos bíblicos, libros, estudios, devocionales, vídeos y recursos para la vida espiritual.

Comentar

Su dirección de correo electrónico no será publicada.Los campos necesarios están marcados *

*

0 Compartir
Comparte
WhatsApp
Tweet
+1
Pin
Comparte